domenica 11 novembre 2012

sem rumo



Olhares madrugadores com remelas por tirar, animais a despertar, flores a começar a sorrir, o orvalho a pairar no ar. Camionetas a distribuir o pão, bicicletas pela aldeia, pijamas quentes, roupas frias ... São apenas algumas das coisas que consegui observar durante o nosso passeio de madrugada.
Era uma linda manhã, disso não tinha dúvidas, mas faltava algo. O seu dia esatava a ser demasiado tranquilo e sereno. Deu uma volta à aldeia e , como, não nos sentimos cansadas, e o nosso objetivo era queimar calorias, continuamos a pedalar.
Entretanto, resolvemos ir à procura de novos caminhos, decidimos, então, enveredar por um trilho Pré-Histórico. Partiu a primeira e seguiu o seu rumo. A segunda não viu a sua amiga e seguiu um rumo completamente diferente. Como já é fácil de concluir, perderam-se uma da outra...

9 commenti:

PepperGirl ♥ ha detto...

Gostei do texto. Foi uma situação real?

S* ha detto...

Gostei do texto, tirando um sentido mais escondido de uma amizade perdida, não sei se é a isso que te referes ou sou eu que vejo metáforas em tudo, mas seja como for, está muito bem escrito, aliás, como sempre escreves maravilhosamente.

<3

A Pirata ha detto...

O texto está muito fofo :)

Daniela ha detto...

O teu blog deve ser dos mais lindos que já vi! Escreves super bem! :D

Já segui o teu blog, segues de volta e deixas um comentário? Agradeço muito! :3
http://daniela-diariodeumaadolescente.blogspot.pt/


Kiss c:

Rosie ha detto...

Querida Maria,
sim, de facto a pessoa em questão não merece o mínimo sequer da minha preocupação nem do meu mau estar diário. Acontece que é inevitável, é mais forte que eu, era a minha melhor amiga e isso nunca ninguém apagará, nem mesmo eu.

Beijinhos, e obrigada *

Rosie ha detto...

Querida Maria,
bonito texto mas que me deixou realmente pensativa. Foi isso que aconteceu comigo, não por minha escolha, não que tenha sido a minha decisão, mas cada uma pedalou em rumos diferentes, e perdemo-nos uma outra. Aliás, minto!! Não foi assim, ou pelo menos não foi bem assim. Ela seguiu um novo rumo, perdeu-se de mim e não olhou mais para trás, enquanto que eu sempre pedalei pelos mesmos trilhos que ela.

Com carinho,
Rosie *

Miguel ha detto...

adorei este texto, segui :)

Rita Oliveira ha detto...

Muito obrigada pela força querida! Digo o mesmo :)

Harija ha detto...

Great inspiration!

My Lyfe ; My Story
@MyLyfeMyStory 
Chictopia