martedì 1 ottobre 2013

c2_K7_K00120_040B-copy-750x500
O meu cérebro está vazio, a imaginação fugiu e parece que não vai voltar. A maldita não deixou recado nem indicações de como sobreviver sem ela. Foi cruel, não pensou em mim. E aqui estou eu, no meio da aula de português, enquanto todos escrevem sobre Fernando Pessoa, junto palavras à toa sem sentido. Acho que sou um pouco como ele, não consigo sentir, estou estragada. O comboio fez de refém o meu coração, já não há sinal de vida. Sou como uma floresta queimada que demora milhares de anos para recuperar toda a sua biodiversidade que lhe foi roubada. Já não consigo respirar, estou em estado de decadência. O comboio descarrilou. 

4 commenti:

Carolina Pereira ha detto...

que se passa? aconteceu alguma coisa?
e tu a dizeres que nao tens imaginaçao, mas a escreveres coisas to lindas! =)

Sofia ha detto...

Imaginação não te falta... Talvez estejas só desanimada :/

nês ha detto...

Realmente a Carolina tem toda a razão, dizes estar sem imaginação, mas foi maravilhoso o que escreveste, encantador! Mas que se passa linda?

Nea ♪ ha detto...

Que se passa?