giovedì 20 febbraio 2014

Porque é que olhas para o mar se o futuro está na terra?

Não entendo, todos os dias passo por ti e todos os dias vejo-te a observar o mar. Em vez de te comportares como as outras pessoas,  atarefadas e cheias de pressão, és exatamente o oposto. Serás uma estátua do olimpo esquecida no mundo terrestre? Impossível. Não é possível que alguém se tenha esquecido de ti. Esse teu olhar penetrante cor de limão, essa tua boca carnuda, esse teu cabelo angelical são impossíveis de esquecer. Tens um ar distante, como se o teu corpo estivesse despromovido de alma, essa, encontra-se no mar junto dos teus olhos e do teu ser.
Sendo assim, leva-me contigo. Não quero mais estar na terra, quero permanecer infinitamente imóvel como tu, não quero pensar no futuro, quero parar. Mas antes, deixa-me olhar-te mais uma vez para quando me transformar numa estátua como tu, essa ser a última imagem presente na minha memória. Na memória apenas, porque nos meus olhos irá ficar para sempre o reflexo do mar, aquele que guarda todas as lágrimas e todos os sofrimentos de Portugal.

8 commenti:

Cloe O. ha detto...

R: Obrigada, mesmo!
Gostei dessa pergunta

Dalma Pereira ha detto...

Identifiquei-me muito neste texto apesar de não saber a quem te referes :)
R: Eu até tenho é demais ahah

Belle ha detto...

adorei, que perfeição de texto!

nês ha detto...

resp: muito obrigada e força também para ti!

catarina ha detto...

ainda bem querida :)
bom fim de semana *

Belle ha detto...

eu já o recebi querida, e já te mandei um e-mail com o código :)

Belle ha detto...

mandei para o que vinha no teu recadinho, em papel castanho: eunaosouamariaines@gmail.com

Sheila S. ha detto...

Adorei :)

http://stronger-3.blogspot.pt/